Governo do Amapá confirma inauguração do Macapaba II para sábado, 19

O Governo do Estado confirmou para o próximo sábado, 19, a inauguração da segunda fase do Conjunto Macapaba – empreendimento do Programa de Habitação Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, com execução e contrapartida do Executivo amapaense.

Além do governador do Amapá, Waldez Góes, está confirmada presença do ministro das Cidades, Bruno Araújo, responsável direto pelo Minha Casa Minha Vida. A cerimônia está marcada para as 15h.

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (SIMS), 1689 famílias estão com contratos de financiamento e doação assinados para ocupar o Macapaba II, que possui 2218 unidades habitacionais – divididas entre apartamentos e casas.

A ocupação do restante dos apartamentos será definida em outro sorteio eletrônico, do qual participarão os nomes considerados deferidos após a análise recursal e outros concorrentes oriundos de demanda de decisões judiciais, que terão dossiês analisados pela Caixa Econômica Federal (CEF), agente financiador do Minha Casa Minha Vida.

Entre as famílias beneficiadas para a inauguração deste sábado, estarão vítimas do incêndio do bairro Perpétuo Socorro, ocorrido em Macapá no ano de 2013. Elas estão isentas do pagamento pelas unidades do Macapaba II, graças ao empenho do Governo do Amapá junto à União para garantir a isenção. Os demais beneficiários terão as moradias financiadas pela CEF, com parcelas populares, na faixa de R$ 80,00 a R$ 270,00.

Estrutura

O Macapaba II terá duas escolas nos moldes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), uma para ensino fundamental e outra de ensino médio. Construídas pelo Governo do Estado, elas atenderão estudantes moradores da primeira e segunda etapas do Conjunto Macapaba. Cada estabelecimento de ensino contemplará 12 salas de aula e a previsão de entrega é para o segundo semestre, conforme a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf).

O Estado também já possui recursos próprios para a construção de duas creches, um terminal de ônibus, seis abrigos para passageiros e uma Unidade Básica de Saúde (UBS) tipo 4, que será administrada pelo município depois de concluída. Uma feira também será construída.