Macapaba II: Divulgada lista de isentos vítimas de sinistro no Perpétuo Socorro

O Governo do Amapá divulgou nesta segunda-feira, 14, a lista oficial com os nomes das 300 vítimas do sinistro no bairro Perpetuo Socorro, em 2013, que serão beneficiadas com a isenção do pagamento das unidades habitacionais do Conjunto Macapaba II. A relação foi estabelecida pelo governo federal, por meio do Ministério das Cidades, e está disponível para consulta.

Os beneficiários devem acompanhar o site do Governo do Estado para obter informações sobre as datas de vistoria e assinatura do Termo de Doação dos imóveis. 

O Conjunto Macapaba é um empreendimento do Programa de Habitação Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, com execução e contrapartida do Governo do Amapá. A entrega das chaves dos apartamentos será no próximo sábado, 19.

Aparelhamento Social

Com a entrega da segunda fase, o Conjunto Macapaba reunirá 4.366 moradias e aproximadamente 25 mil pessoas. Para atender essa demanda, o Governo do Amapá vem investindo de forma cada vez mais intensa em projetos que proporcionem maior qualidade de vida à população do conjunto.

Desde 2015, o residencial recebeu melhorias em sua infraestrutura. O sistema de tratamento de resíduos sólidos foi readequado e, atualmente, funciona de forma a atender a população sem prejudicar a natureza.  O sistema hidráulico também passou por modificações. Em 2016, foram construídos dois novos poços industriais com uma profundidade de 700 metros cada, dessa forma, a vazão de água aumentou de 60 metros cúbicos por hora para 240 metros cúbicos por hora. 

Além disso, o governo utilizou recursos do Tesouro do Estado para construir duas escolas nos moldes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), uma voltada para o Ensino Fundamental e a outra para o Ensino Médio, ambas estão em fase de conclusão e irão atender os estudantes da primeira e segunda etapa do Macapaba. Cada instituição de ensino contemplará 12 salas de aula e a previsão de entrega é para o segundo semestre deste ano, segundo a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf).

O Estado dispõe de recursos para a construção de duas creches, um terminal de ônibus, seis abrigos para passageiros e uma Unidade Básica de Saúde (UBS) porte 4, que será administrada pelo município, uma vez concluída. Uma feira também será construída para atender as necessidades daquela comunidade e ainda, gerar emprego e renda.

Clique no link para visualizar a lista completa